terça-feira, 6 de abril de 2010

Crises


Encarando e Vencendo as Crises

“Não fosse o Senhor, que esteve ao nosso lado, Israel que o diga;…” - (Salmo 124:2-3)

Você já notou que, em geral, as crises vêm inesperadamente ?

Mas nem todas! Algumas crises são precedidas por avisos, mas a maioria das pessoas ignoram esses avisos, e acabam sendo apanhadas de surpresa!

Os dias que vivemos hoje são muito difíceis… Há crises de toda espécie, por todos os lados… Não tem prá onde correr! Crise sentimental, habitacional, psicológica, de desemprego, financeira, e ainda aquelas decorrentes de problemas naturais como:- secas, enchentes, tempestades, furacões, tufões, ciclones, terremotos, maremotos, tsunâmis…

E o futuro não é nada promissor… A Palavra de Deus declara que os homens desmaiarão aterrorizados com os acontecimentos que estão por vir: “Em todo o mundo muitas pessoas desmaiarão de terror ao pensarem no que vai acontecer, pois os poderes do espaço serão abalados.” - (Lucas 21:26).

Por mais que o homem tente se prevenir, se precaver ou se preparar para as crises, elas sempre surpreendem com algum elemento novo que faz desmoronar o esquema de defesa montado…

Mas nem tudo é tragédia! A Palavra de Deus nos ensina sobre como devemos encarar e enfrentar as crises, e Deus nos fortalece e prepara para atravessá-las, e mais que isso:- Ele atravessa a crise conosco, ao nosso lado, nos protegendo, nos sustendo com a sua poderosa mão, nos estimulando…

O Rei Davi experimentou isso bem de perto, e testemunha dizendo: “Não fosse o Senhor, que esteve ao nosso lado, Israel que o diga; não fosse o Senhor, que esteve ao nosso lado, quando os homens se levantaram contra nós, e nos teriam engolido vivos, quando a sua ira se acendeu contra nós; as águas nos teriam submergido, e sobre a nossa alma teria passado a torrente; águas impetuosas teriam passado sobre a nossa alma.” (Salmo 124:1-5).

O certo é o seguinte:- não devemos nos arriscar a enfrentar crises confiados apenas em nossas próprias forças e capacidade humana! Devemos seguir os exemplos dos salmistas e reconhecer a nossa dependência do Senhor, e confiarmos que Ele está ao nosso lado o tempo todo, nos cercando e nos protegendo, como os montes ao redor de Jerusalém… “Os que confiam no Senhor são como o monte Sião, que não se abala, firme para sempre. Como em redor de Jerusalém estão os montes, assim o Senhor, em derredor do seu povo, desde agora e para sempre.” - (Salmo 125:1-2).

Devemos encarar as crises de frente, de cabeças erguidas, confiados no Senhor, e enfrentá-las com coragem, na certeza da vitória, declarando em todo o tempo como Davi: “O nosso socorro está em o nome do Senhor, criador do céu e da terra.” - (Salmo 124:8).

Passada a tempestade, o livramento do Senhor nos encherá de gozo e de alegria, e, com brados de júbilo e gratidão a Deus, haveremos de declarar como o salmista: “Não fosse o Senhor, que esteve ao nosso lado…”.