terça-feira, 22 de janeiro de 2008

As Dez Virgens

Últimamente tenho me sensibilizado com a maneira como Satanás tem deturpado o entendimento sobre Deus no coração humano. A maioria dos cristãos não conhece Deus como Ele é. Por isso estou iniciando uma série de considerações sobre as parábolas de Jesus. Há, porém, algo que é necessário dizer quanto às parábolas: elas descrevem situações muito simples, mas para entendê-las é preciso lembrar que tratam de condições eternas, porque Deus não vive, nem age, em termos de 'tempo'.
Dentro desse princípio, eu gostaria que você me acompanhasse em algumas considerações sobre a Parábola das Dez Virgens (Mateus 25:1-13).

Chamou-me a atenção a expressão: "estavam apercebidas" (v.10), pois é evidente que essa é a 'chave' do ensinamento todo: a necessidade de sermos 'apercebidos'. Mas o que significa ser 'apercebido', pois se você e eu pudermos entender isso, temos toda condição de nos equacionarmos às cinco virgens 'prudentes' que entraram com o noivo para as bodas.

Esta parábola focaliza um acontecimento maravilhoso: o encontro da noiva (os remidos em Cristo) com o 'noivo' - Cristo. Como Paulo disse: "Nós, os vivos em Cristo, seremos arrebatados entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor" (1 Tess.4:17). Observe, porém, que somente conseguiram 'entrar' (passar a porta) as prudentes, as 'apercebidas', por isso necessitamos considerar como ser iguais a elas. Ser 'apercebido' é uma preparação interior que faz a diferença entre o prudente e o néscio. E Jesus mostrou essa diferença ao dizer: "Dois estarão no campo, um será tomado, e deixado o outro. Duas estarão trabalhando num moinho, uma será tomada, e deixada a outra. Portanto, vigiai, porque não sabeis em que dia vem o vosso Senhor"(Mat. 24:40-42).

Lamentavelmente, muitos cristãos vivem em total ignorância desse fabuloso evento que pode acontecer em qualquer momento. E, de certo modo, somos todos como as dez virgens pois "tardando o noivo, foram todas tomadas de sono e adormeceram"(v5). Podemos entender, então, que o 'vigiar' não é uma simples questão de 'ser avisado' quanto ao arrebatamento (tanto as néscias quanto as prudentes tiveram conhecimento do fato), mas 'vigiar' é manter acesa a nossa lâmpada. Assim, precisamos entender primeiro o que é a nossa 'lâmpada'.

Em Lucas 11:34,35, Jesus ensinou assim: "São os teus olhos a lâmpada do teu corpo; se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso; mas se forem maus, o teu corpo ficará em trevas. Repara, pois, que a luz que há em ti não sejam trevas". Nossos 'olhos' são a nossa lâmpada, mas Jesus se refere aos 'olhos do coração', não aos olhos naturais. Como são os teus 'olhos de coração'? São 'bons' ou 'maus'? Quando os 'olhos do coração' são 'bons' "todo o corpo é luminoso", mas são 'maus' quando há qualquer parte do seu corpo ‘em trevas’. Essa é questão pessoal e cada um deve cuidar disso. Por isso o apóstolo Paulo disse: "(que sejam) iluminados os olhos do vosso coração, para saberdes qual a esperança do seu chamamento, qual a riqueza da glória da sua herança nos santos" (Efés. 1:18).

Por 'olhos' entende-se a percepção ou visão das coisas, os objetivos e expectativas, pois todos nós levamos a vida segundo a 'luz' que temos. Por isso Paulo recomenda: "Desperta, ó tu que dormes, levanta-te de entre os mortos, e Cristo te iluminará. Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, e, sim, como sábios, remindo o tempo, porque os dias são maus" (Efés.5:14-16). No caso das duas mulheres no moinho (citação acima), foi levada aquela que foi 'iluminada' por Cristo, por ter 'se levantado de entre os mortos', pois ela não vivia 'nos procedimentos de mortos' como o mundo ao redor, nem mesmo como a companheira. O ser levado ou deixado é questão de opção de vida, por isso: "vede prudentemente como andais".

Observe que todas as dez virgens tinham o mesmo objetivo: "saíram a encontrar-se com o noivo" (v.1); mas cinco delas não estavam preparadas quando o noivo chegou. Segundo Jesus, todas elas "adormeceram,"(v.6). Assim, é fácil entender que 'vigiar' implica em 'preparo antecipado', pois é impossível ´dar um jeitinho´ quando se ouvir o grito: "Eis o noivo! sai ao seu encontro"(v.6). Todas dez tinham suas próprias 'lâmpadas' - "olhos do coração" - mas as néscias não tomarem providências para manter acesas as lâmpadas, pois 'os olhos do coração' delas "estavam-se apagando"(v.8). E você, como estão os 'olhos' do seu coração?

Você entende por que as néscias não 'entraram' na festa e se ficaram fora da porta fechada clamando: "Senhor! Senhor! abre-nos a porta"(v.11)? Em outra ocasião, Jesus disse: "Por que me chamais, Senhor, Senhor, e não fazeis o que vos mando?"(Luc. 6:46). Todo o objetivo de Deus em Cristo é 'preparar-nos' para o arrebatamento. Mas por não se submeterem a esse 'preparo', as néscias, ao clamaram desesperadas fora da porta fechada, ouviram a resposta : "Em verdade vos digo que não vos conheço"(v.12). Então, precisamos ter consciência de como 'fazer o que Cristo manda' que é viver segundo a Luz que Ele nos dá e não ficarmos batendo inutilmente na porta da Graça que, uma vez fechada, jamais será aberta. Você tem consciência da importância de viver segundo a Luz de Cristo que o Espírito Santo mostra no seu íntimo?

Observamos que as néscias não entraram porque, quando não tinham como resolver, descobriram: "as nossas lâmpadas estão-se apagando"(Mt. 25:8). A luz que elas pensavam ter não foi suficiente para a eternidade. Por isso Jesus ensinou: "Vede, pois, como ouvis; porque ao que tiver, se lhe dará, e ao que não tiver, até aquilo que julga ter lhe será tirado" (Lc.8:18). E também:"Caso a luz que em ti há sejam trevas, que grandes trevas serão!" (Mt.6:23). Observe que Jesus diz: "trevas serão"(= para todo o sempre). Descobre-se o erro quando é tarde demais. Está na hora de você considerar seriamente o que é que está 'alimentando' a lâmpada da Sua vida. Não é a 'bênção' da prosperidade material, nem o sucesso, nem o talento ou dedicação religiosa que mantém acesa a luz da vida em Deus.

Será que você pode avaliar o desespero das virgens néscias (tolas)? Será, sem dúvida, o mesmo desespero de muitos cristãos que, tomando as suas lâmpadas, "não levam azeite consigo". São os que tomando conhecimento do fato que 'o noivo está pra chegar', pensam estarem preparados, mas descobrem, quando é tarde demais, que "aquilo que julgavam ter, lhes foi tirado": não tinha consistência. Como isso acontece? Observe o que Paulo diz: "Nos últimos dias (os atuais, na certeza) sobrevirão tempos difíceis (ferozes, perigosos); pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, antes amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder. Foge (afasta-se) dos tais"(2 Tim.3: 1-5).

O impressionante é que 'tais pessoas' têm até 'uma forma de piedade', mas sua 'luz' são trevas. A 'forma de piedade' que professam - dizem que são 'cristãos' ou 'evangélicos' - não lhes dá condição alguma para viverem preparados para o arrebatamento, mesmo que saibam que isso está prestes a acontecer. Qual o problema? Tais pessoas "negam o poder" que livra do pecado e dos enganos do mundo, porque substituem 'o poder do Espírito Santo' por ordenanças, costumes, dogmas e sacrifícios de toda natureza, e como os adeptos sabem, todos os seus esforços religiosos:"não têm valor algum contra a sensualidade" (Col. 2:23): não os livra do pecado nem dos "cuidados do mundo, a fascinação da riqueza e demais ambições" (Marc.4:19). Se o seu problema é esse - e é o problema generalizado no meio cristão - seja 'apercebido' e tome providências antes que sua lâmpada - a 'luz' em que você vive se apague. Por que Jesus disse ao jovem rico "Vende tudo o que tens, dá-o aos pobres" (Mc.10:21)? Porque o Mestre sabia que a 'fascinação da riqueza' apaga a luz dos 'olhos do coração'.

Observe o que João disse, falando de Jesus: "A Vida estava nEle, e a Vida (dEle) era a luz dos homens"(João 1:4). O que é a ´luz´ que fará com que você se torne 'apercebido' para todo o sempre? É a vida de Cristo em você, mediante a fé salvadora. Por isso o apóstolo Paulo afirmou:"Já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que agora tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a Si mesmo Se entregou por mim" (Gál.2:20). Esta é a única luz que permanece para todo o sempre: "Cristo em vós, a esperança da glória" (Col. 1:27).

Quando Paulo disse: "...iluminados os olhos do vosso coração" (Ef. 1:18), ele se refere ao "espírito de sabedoria e de revelação no pleno conhecimento de Cristo" (v17). E é claro que 'iluminação' dessa natureza não é produzida por nós. Para sermos 'apercebidos', estarmos prontos na hora do grito: "Eis o noivo! saí ao seu encontro"(Mt.15:6), necessitamos que 'os olhos do nosso coração' sejam 'iluminados'. E quem é que pode fazer isso em nós? Somente Deus mesmo: Deus Espírito Santo, pois Jesus disse: "Ele me glorificará porque há de receber do que é meu, e vo-lo há de anunciar" (João 16:14). Ele é o 'azeite' que mantém acesa a lâmpada.

Haverá sempre aqueles que não acreditam que, em virtude do Seu grande amor por nós, o Senhor realmente 'está à porta' e, portanto, eles não estão se preparando. Se você é um desses, observe o que diz o apóstolo Pedro: "Não retarda o Senhor a Sua promessa, como alguns a julgam demorada; pelo contrário, Ele é longânimo para convosco, não querendo que nenhum, pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento. Virá, entretanto, como ladrão o dia do Senhor..." (2 Pedro 3:9,10). E naquela hora, como será a lâmpada dos seus 'olhos do coração'? Você terá luz suficiente para passar para a eternidade com o Senhor?

Por que no momento do arrebatamento, você não terá como 'arrumar' a sua lâmpada? Observe: "Eis que vos digo um mistério: Nem todos dormiremos, mas transformados seremos todos, num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos (em Cristo) ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados" (1 Cor.15: 51,52). O que é possível fazer 'num abrir e fechar de olhos" para 'arrumar' os 'olhos do coração' ? Absolutamente nada!

Por isso Jesus recomenda:"Ainda por um pouco a luz está convosco. Andai enquanto tendes a luz, para que as trevas não vos apanhem; e quem anda nas trevas não sabe para onde vai."(João 12:35). "Eu sou a Luz do mundo; quem me segue não andará nas trevas, pelo contrário terá a luz da vida"(João 8:12). Ele é a Luz da Vida que é para todo o sempre. O triste é considerar que as virgens néscias da parábola (Mt.25) não morreram, mas passaram a viver como mortas: separadas eternamente da luz da vida em trevas eternas, sem nenhuma possibilidade de salvação. A porta da Graça se fecha permanentemente.

Isso, certamente, mostra-nos porque Jesus disse: "Enquanto tendes a luz, crede na luz, para que vos torneis filhos da luz."(João 12:36). "Andar na Luz" é deixar, mediante o crer, que Cristo seja a sua vida, como Paulo afirmou: "Não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim" (Gál.2:20). "Andar na Luz" não é, como entende o religioso: procurar fazer com que a sua própria vida - sua crença ou filosofia - seja sua luz. O que você pode fazer para que o luz natural do dia sirva a você? Absolutamente nada, porque ela não depende de você. E, 'andar na luz', mesmo na luz natural, é privilégio de vivo, não de morto - morto não tem consciência de luz. Por que o 'religioso' não deixa Cristo ser sua vida? Porque ele é espiritualmente morto; ele não sente a falta da Luz da Vida. Jesus disse:"Aquele que ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, não entra em juízo, mas passou da morte para a vida"(João 5:24). E esse 'passar' é operação exclusiva e singular do Espírito Santo naquele que crê. Em outras palavras: a operação do Espírito Santo iluminando os 'olhos do coração' é o 'azeite', que mantém acesa a lâmpada da nossa vida.

Observe porém, que, para o 'azeite' servir para luz, ele tem de estar dentro da lâmpada. E em termos da Vida em Deus, Paulo diz: "Se habita em vós o Espírito dAquele que ressuscitou a Jesus dentre os mortos, Esse mesmo que ressuscitou a Cristo Jesus dentre os mortos, vivificará também os vossos corpos mortais, por meio do Seu Espírito que em vós habita.(Rom. 8:11). O Espírito 'habita' em você? Se a resposta consciente é: sim, Ele cuidará de manter acesa a lâmpada da vida em você. Mas veja: ser 'apercebido' é 'levar azeite na vasilha' - no receptáculo que tem o azeite para a lâmpada. A 'vasilha' da sua lâmpada é o seu espírito. Na medida em que você dá ao Espírito acesso ao seu espírito, Ele manterá acesa a lâmpada da sua vida.

Paulo explica isso assim; "O próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus"(Rom.8:16), "Também, o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza, porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira com gemidos inexprimíveis"(Rom.8:26). Se você não vive dessa maneira, você arrisca chegar a descobrir que 'sua lâmpada está-se apagando'.

Por que será que as pessoas têm tanta dificuldade para aceitar a grandeza da oração em línguas: o deixar que 'o Espírito Santo interceda por eles sobremaneira com gemidos inexprimíveis' para manter acesa a lâmpada das suas vidas? É porque elas não podem 'direcionar' ou 'influenciar' a intercessão do Espírito no sentido de fazer com que a oração em línguas sirva aos seus próprios projetos de vida: a única coisa que interessa a elas. Por isso Jesus disse: "Quem pratica a Verdade, aproxima-se da Luz a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque feitas em Deus"(João 3:21). Eu pergunto você: qual o controle ou influência que o homem tem sobre o 'azeite' que alimenta a lâmpada? Se você tem receio da oração em línguas pois é através dela que o "Espírito Santo examina o seu coração" (Rm.8:27) revelando-lhe tudo o que não serve, então você jamais ficará 'apercebido'. Sem os cuidados do Espírito Santo a luz pode apagar-se em qualquer um de nós. Se você leu nossas considerações sobre a Parábola do Bom Samaritano certamente você tem idéia da importância dos cuidados eficientes do hospedeiro

4 comentários:

Arnaldo Ribeiro disse...

REVELAÇÃO/EXORTAÇÃO
Urge difundirmos na terra, a certeza de que Jesus Cristo já vive agindo entre nós, espargindo a luz do saber em sí, criando Irmãos Espirituais, e a nova era Cristã. Eu não minto, e a Espiritualidade que esperava pela sua volta, pode comprovar que digo a verdade. Por princípio, basta recompormos as 77 letras e os 5 sinais que compõe o título do 1º. livro bíblico, assim: O PRIMEIRO LIVRO DE MOISÉS CHAMADO GÊNESIS: A CRIAÇÃO DOS CÉUS E DA TERRA E DE TUDO O QUE NÊLES HÁ: Agora, pois, todos já podem ver que: HÁ UM HOMEM LENDO AS VERDADES DO SEU ESPÍRITO: ÊLE É O GÊNIO CRIADOR QUE ESSA AÇÃO DE CRISTO: (LC.4.21) – Então passou Jesus a dizer-lhes: Hoje se cumpriu a escritura que acabais de ouvir: (JB.14.17) – O Espírito da verdade que o mundo não pode receber, porque não no vê, nem conhece, vós o conheceis; porque Ele habita convosco e estará em vós. – Regozijemo- nos ante a presença do Nosso Senhor, e façamos jus ao poder que o Filho do Homem traz às Almas Justas, para a formação da verdadeira Cristandade.

(MT.26.24) – O FILHO DO HOMEM VAI, COMO ESTÁ ESCRITO A SEU RESPEITO, MAS AI DAQUELE POR INTERMÉDIO DE QUEM O FILHO DO HOMEM ESTÁ SENDO TRAIDO! MELHOR LHE FÔRA NÃO HAVER NASCIDO:

E, ao recompormos as 130 letras e os 7 sinais que compõem esse texto, todos já podem ler, saber, e entender quem é o Filho do Homem:

E O FILHO DO HOMEM É O ESPÍRITO QUE TESTA AS ALMAS DO HOMEM E DA MULHER, NA VERDADE DO SENHOR, COMO CRISTO: E EIS A PROVA QUE O FILHO DO HOMEM FOI TREINADO NA LEI CRISTÃ:

(MC.14.41) – Chegou a hora, o Filho do Homem está sendo entregue nas mãos dos pecadores: E hoje, quem quiser interagir com o Filho do Homem Imortal, deve buscar “A Bibliogênese de Israel”, que já está disponível na internet (Editora Biblioteca 24x7). E quem não quiser, pode continuar vivendo de esperança vã, assistindo passivamente a agonia da vida terrena, à par da auto-destruição do nosso planeta...

Arnaldo Ribeiro disse...

GN.49.1) – AJUNTAI-VOS E EU VOS FAREI SABER O QUE VOS HÁ DE ACONTECER NOS TEMPOS VINDOUROS:(TB.12.6) – BENDIZEI AO DEUS DO CÉU, E DAÍ-LHE GLÓRIA DIANTE DE TODOS OS VIVENTES, POR TER USADO CONVOSCO DA SUA MISERICÓRDIA: O seu poder há de espiritualizar as almas de todos os Homens de bom senso, e de todas as Mulheres de boa fé; que alcançaram a verdade cientifica revelada na “EXORTAÇÃO DO SABER”; e que também já passaram a interagir com o Cristo Vivo, ao publicarem o chamamento que o nosso Pai Comum tem feito aos Filhos e Filhas do amor eterno, e que já começaram a renascer espiritualmente para a vida eterna.

Aqueles que buscaram as boas novas na “Bibliogenese de Israel”, já vislumbraram a herança espiritual que a Providência Divina nos legou, e também já saberão se auto-reciclar na Lei do Senhor que nos impõe a recomposição da literatura bíblica, para formar os Cristãos Conscientes que hão de consumar a Profecia Sagrada, conforme já tem sido demonstrado, assim:

(EX.) – O SEGUNDO LIVRO DE MOISÉS CHAMADO ÊXODO: OS DESCENDENTES DE JACÓ NO EGITO. Estas 60 letras e 5 sinais recompostos, revelam que: É O CONJUNTO DE EX-SEGRÊDOS: O LEGADO DE VIDA CÓSMICA E O DESTINO DOS HOMENS.

Outro exemplo:

(JR) – JEREMIAS: A VOCAÇÃO DE JEREMIAS. São 26 letras e 3 sinais que dizem: CRIEI A AÇÃO DO SER: VEJAM E SEJAM.

(JB.29.22) - RECEBEI O ESPÍRITO SANTO! (1CO.11.1) – SEDE MEUS IMITADORES COMO TAMBÉM EU SOU DE CRISTO.

(Na verdade, Deus nos concedeu o livre arbítrio, a fim de que pudessemos agir tanto divinamente, como diabolicamente; segundo a nossa formação, na proporção da nossa graça em Cristo Jesus).

Anônimo disse...

As Dez Virgens.
Virgem > Fala da Igreja, que
não foi tocada pelos homens.
Lâmpadas> Fala do conhecimento da palavra.
Noivo > Fala de Jesus.
Ouviu-se um clamor a meia noite>
Fala do Espeirito Santo de Deus.
Vasilha > Fala de uma vida cheia do Espirito Santo.

Anônimo disse...

As Dez Virgens.
Virgem > Fala da Igreja, que
não foi tocada pelos homens.
Lâmpadas> Fala do conhecimento da palavra.
Noivo > Fala de Jesus.
Ouviu-se um clamor a meia noite>
Fala do Espeirito Santo de Deus.
Vasilha > Fala de uma vida cheia do Espirito Santo.