sábado, 27 de março de 2010

Quem Deus usa


4Ora, a páscoa, a festa dos judeus, estava próxima. 5Então Jesus, levantando os olhos, e vendo que uma grande multidão vinha ter com ele, disse a Felipe: Onde compraremos pão, para estes comerem? 6Mas dizia isto para o experimentar; pois ele bem sabia o que ia fazer. 7Respondeu-lhe Felipe: Duzentos denários de pão não lhes bastam, para que cada um receba um pouco. 8Ao que lhe disse um dos seus discípulos, André, irmão de Simão Pedro: 9Está aqui um rapaz que tem cinco pães de cevada e dois peixinhos; mas que é isto para tantos? 10Disse Jesus: Fazei reclinar-se o povo. Ora, naquele lugar havia muita relva. Reclinaram-se aí, pois, os homens em número de quase cinco mil. 11Jesus, então, tomou os pães e, havendo dado graças, repartiu-os pelos que estavam reclinados; e de igual modo os peixes, quanto eles queriam. 12E quando estavam saciados, disse aos seus discípulos: Recolhei os pedaços que sobejaram, para que nada se perca. 13Recolheram-nos, pois e encheram doze cestos de pedaços dos cinco pães de cevada, que sobejaram aos que haviam comido. 14Vendo, pois, aqueles homens o sinal que Jesus operara, diziam: este é verdadeiramente o profeta que havia de vir ao mundo. (João 6:4-14)

É importante contextualizarmos este texto

Um pouco antes, vemos que Jesus partiu para o outro lado do Mar da Galiléia
E uma multidão o seguiu por causa dos sinais que operava sobre os enfermos
A Páscoa judaica também estava próxima à normalmente nestas épocas festivas o povo recebia melhor a palavra. Não existia festa de Natal e a maior referência era a páscoa (Lembrar dos valores cristãos)
E certamente estava próximo ao horário do almoço


A partir deste contexto, há algumas coisas a considerar

O povo estava com fome espiritual
Eles seguiram a Jesus, sem se lembrar da fome física propriamente dita
Como está a fome do povo nos dias de hoje?
Quando a hora de almoçar se aproximava, o povo não foi saindo aos poucos
Mas permaneceu para ouvir e ver Jesus agir
Então Jesus faz a pergunta: Onde compraremos pão, para estes comerem?
E Felipe responde: Duzentos denários de pão não lhes bastam, para que cada um receba um pouco.
Em outras palavras: é tanta gente, que mesmo que nós tivéssemos muito dinheiro, não chegaria para comprar um pouco de pão para todo mundo. à Vamos considerar que um diarista ganhe, em média, R$ 30,00 por dia. O valor de 200 dias são R$ 6.000,00. Vamos considerar o valor do pão a R$ 0,30 cada; 200 denários dariam para comprar 20.000 pães. Existiam, ali, 5.000 homens, fora mulheres e crianças. Vamos supor, ali, 10.000 pessoas; não dariam 2 pães para cada uma?
Mas dentre aqueles que seguiam a Jesus havia um menino.
Aquele menino deve ter saído cedo de casa com um objetivo.
Quem sabe ele até disse para sua mãe naquela manhã: mãe, vou levar um pouco de pão e dois peixes pois hoje vou ouvir o mestre e quero me deliciar com suas palavras o dia todo.
Deve ter pensado no salmo 27:4 à Uma coisa pedi ao Senhor, e a buscarei: que possa morar na casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a formosura do Senhor, e inquirir no seu templo.
Era um menino diferente
Ele tinha sede de estar com Jesus, aprendendo dele
Creio firmemente que ele tinha uma motivação diferente da multidão
A multidão seguia a Jesus por causa dos milagres, alguns até por causa da curiosidade dos milagres
Comentavam os milagres
Mas para ver milagres, a gente vê rapidinho e depois logo passa
O rapaz não à Ele queria ouvir Jesus à
Não sei porque, mas tem momentos de nossa vida que temos muito mais sede de Deus
De aprender dEle – Então seja esta a nossa oração: Senhor, que eu sempre tenha sede de Ti
Ele queria passar todo o dia com Jesus, quem sabe seu sonho era até reclinar a cabeça sobre o seu peito
Então ele foi prevenido à levou pães e peixes para passar o dia


Quem é a pessoa que Deus usa?

É quem está prevenido
Deus não usa curioso simplesmente.
Deus não usa quem só está correndo atrás de bênção
Dos dez leprosos curados (Lc. 17:12-19) apenas um, que era samaritano voltou para ouvir e aprender de Jesus à este foi o único que se salvou.
Deus usa pessoas dispostas a passarem tempo com Ele, a aprenderem dEle
Mas passarmos algum tempo com Ele envolve preparação

- Aquele jovem se preparou para estar o dia com Jesus

- Muitas pessoas ficam só no Deus proverá:

- Deus proverá a minha comida, Deus proverá a salvação, Deus proverá o emprego, Deus proverá.... à É claro que Deus é um Deus provedor à mas temos que fazer nossa parte

Quem é a pessoa que Deus usa?

Deus usa pessoas que se dispõem ou colocam aquilo que tem à disposição dEle.
Não importa quanto você tem, ou o que você tem
Um menino não tinha muito valor na sociedade da época, muito menos um menino pobre
O leproso que voltou para Jesus era Samaritano
Deus só quer a sua disposição – na verdade Ele tem coisas muito melhores que as nossas
Esta noite Deus quer curar a tua alma, mas Ele também quer que você volte para Ele depois de curado
Quantas pessoas vêm à igreja, recebem a bênção e depois vão embora
Aquele menino tinha os pães e os peixes
Era óbvio que aqueles pães e aqueles peixes não alimentariam a multidão de mais de 5000 pessoas
Certamente mal davam para o menino
Reparem que nem eram dois peixes, mas dois peixinhos e os pães nem eram de trigo
Certamente aquele menino ou sua família não tinham condições de comprar mais
Os peixinhos eram só para dar um sabor nos pães de cevada, pães de segunda.
Mas ele pôs seus poucos pães e seus peixinhos a disposição de Jesus.
Ele já sabia quem Jesus era
Ele já tinha visto milagres de Jesus
Ele ouviu falar de quando Jesus transformou a água em vinho, ou quando ele curou o paralítico do tanque de Betesda no capítulo anterior, ou a cura do oficial do Rei no capítulo 4
Então ele pôs os seus pães e os seus peixinhos à disposição
Não pense que o que você tem é muito pouco para a Deus
Deus transforma o pouco em muito e o muito em pouco
E aqui temos então algo mais maravilhoso: Pergunta: quantos peixinhos o menino tinha para comer antes do milagre? 2! Depois do milagre ele comeu fartamente
Quer ser próspero? Entregue o que você tem nas mãos de Jesus! Para Ele o pouco é muito e muito pode ser muito mais! Aleluia!
Jesus te convida para construir a sua obra
Sei de inúmeros testemunhos de pessoas que prosperaram porque colocaram o que tinham diante do Senhor

Quem é a pessoa que Deus usa?

Deus usa os simples de coração
Deus aqui usou um menino que saiu sem nenhuma outra intenção senão a de estar com o Mestre
Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito estável. Não me lances fora da tua presença, e não retire de mim o teu santo Espírito. Restitui-me a alegria da tua salvação, e sustém-me com um espírito voluntário. (Salmo 51:10-12)

Muitas vezes a motivação de nosso coração está errada
Deus não é digno de nossa adoração por aquilo que Ele fez ou fará
Ele é digno porque é digno e ponto
Tiago até adverte: Pedis e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites. (Tg 4.3)
A motivação da multidão estava nos milagres, nas curas de Jesus
Mas a motivação do menino estava em estar com o Mestre
Ele descobriu a real motivação

Então as demais coisas já não eram tão importantes
Quando descobrimos a real motivação o demais vem junto: Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. (Mt 6:33)
Riquezas podem vir junto, mas isto já não é tão importante
Um trabalho melhor pode vir junto, mas isto já não é tão importante
Curas podem vir junto, mas isto já não é tão importante
Coisas materiais abundantemente podem vir, mas isto já não é tão importante

Para finalizar: Não te enfades por causa dos malfeitores, nem tenhas inveja dos que praticam a iniqüidade. Pois em breve murcharão como a relva, e secarão como a erva verde. Confia no Senhor e faze o bem; assim habitarás na terra, e te alimentarás em segurança. Deleita-te também no Senhor, e ele te concederá o que deseja o teu coração. Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará. E ele fará sobressair a tua justiça como a luz, e o teu direito como o meio-dia. Descansa no Senhor, e espera nele; não te enfades por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa maus desígnios. (Salmo 37:1-7)

Acesse: www.prclodoaldopereira.blogspot.com