quarta-feira, 10 de março de 2010

NEUTRALIZANDO O VENENO DA SERPENTE ABRASADORA


TEXTO:

Nm 21:4 - “Então, partiram do monte Hor, pelo caminho do mar Vermelho, a rodear a terra de Edom, porém o povo se tornou impaciente no caminho. 5 E o povo falou contra Deus e contra Moisés: Por que nos fizestes subir do Egito, para que morramos neste deserto, onde não há pão nem água? E a nossa alma tem fastio deste pão vil. 6 Então, o SENHOR mandou entre o povo serpentes abrasadoras, que mordiam o povo; e morreram muitos do povo de Israel. 7 Veio o povo a Moisés e disse: Havemos pecado, porque temos falado contra o SENHOR e contra ti; ora ao SENHOR que tire de nós as serpentes. Então, Moisés orou pelo povo. 8 Disse o SENHOR a Moisés: Faze uma serpente abrasadora, põe-na sobre uma haste, e será que todo mordido que a mirar viverá. 9 Fez Moisés uma serpente de bronze e a pôs sobre uma haste; sendo alguém mordido por alguma serpente, se olhava para a de bronze, sarava”.




INTRODUÇÃO:


- Tendo terminado de vagar pelo deserto, o povo de Israel seguiu um caminho tortuoso em direção ao oriente da terra de Canaã, rodeando pelo sul do mar Morto e marcou o seu caminho com reclamações e murmurações freqüentes, obstinação, rebeldia, inconstância de coração e infidelidade de espírito.
- Não guardaram a aliança de Deus e Não quiseram andar na sua lei. Esqueceram-se das obras e das maravilhas que o SENHOR lhes mostrara. Chamaram de vil o alimento celestial e nutritivo.


I - AS MURMURAÇÕES DO DESERTO ATRAEM SERPENTES ABRASADORAS.


1 - O povo sofria de um mal terrível: a impaciência.


- Eles estavam caminhando há quase quatro décadas, comiam todos os dias a mesma comida (o maná), andavam todos os dias numa jornada difícil. Isso tudo encheu o coração daquele povo de ansiedade e eles ficaram impacientes, murmuradores e reclamadores. Falaram mal de Deus e de Moisés.


2 - Muitas pessoas estão cansadas de ouvir falar de Cristo. Cansados de ouvir falar de perdão, vida eterna e salvação.


Cansados de ouvir falar de batismo, de santa ceia, da pregação do verdadeiro evangelho.


Cansados de ouvir sobre a visão, sobre as células, do discipulado, dos dízimos, dos ensinamentos e conselhos pastorais.


Querem ouvir coisas diferentes: querem ouvir uma mensagem que estimule o seu ego, que lhes faça decidir e governar a sua vida espiritual, que lhes permita mandar na vontade de Deus. Entretanto, não sabem que isso é como veneno mortífero, que produz sofrimento, dor e morte e que, ao final, leva para o inferno e afastamento do reino de Deus.


3 - As regiões anatômicas mais freqüentemente picadas pelas serpentes são: pés, mãos, pernas e tornozelos. Em áreas vitais do movimento do homem.


SINTOMAS E EFEITOS DO VENENO DA SERPENTE:


1 - Afeta a visão, causando embaçamento e diminuição ocular (atinge logo a nossa visão das coisas espirituais);


2 - Insuficiência respiratória (rouba o fôlego de vida, o sopro do Espírito);


3 - Coagulação sanguínea (o coração para de pulsar pelas coisas de Deus);


4 - Insuficiência renal.


A insuficiência Renal é uma condição na qual os rins perdem sua capacidade de filtrar (substâncias que não são aproveitadas – escórias) adequadamente o sangue e regular o equilíbrio de sal e água do corpo. As escórias e a água acumulam-se no corpo produzindo alterações extremas na química do sangue que eventualmente pode afetar a função do coração e do cérebro);


5 - Septicemia (intoxicação geral do sangue por bactérias);


6 - Pode ocorrer paralisia da musculatura. Sensação de cansaço ou de esgotamento, atrofiamento dos tendões e até perda dos movimentos.


7 - Choque emocional (perda do equilíbrio mental- alucinações).


II - GERAÇÕES ENVENENADAS PELA SERPENTE ABRASADORA.


1 - Eva. Gênesis 3:1 Mas a serpente, mais sagaz que todos os animais selváticos que o SENHOR Deus tinha feito, disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim?


2 - Os filhos de Dã. Gênesis 49:17 Dã será serpente junto ao caminho, uma víbora junto à vereda, que morde os talões do cavalo e faz cair o seu cavaleiro por detrás.


3 - A geração do Rei Ezequias. II Reis 18:4 Removeu os altos, quebrou as colunas e deitou abaixo o poste-ídolo; e fez em pedaços a serpente de bronze que Moisés fizera, porque até àquele dia os filhos de Israel lhe queimavam incenso e lhe chamavam Neustã.


4 - No reinado de Davi. Salmos 58:4 Têm peçonha semelhante à peçonha da serpente; são como a víbora surda, que tapa os ouvidos; Salmos 140:3 Aguçam a língua como a serpente; sob os lábios têm veneno de áspide.


5 - O veneno que matou o rei Acaz. Isaías 14:29 Não te alegres, tu, toda a Filístia, por estar quebrada a vara que te feria; porque da estirpe da cobra sairá uma áspide, e o seu fruto será uma serpente voadora.


6 - No tempo de João Batista. Lucas 3:7 Dizia ele, pois, às multidões que saíam para serem batizadas: Raça de víboras, quem vos induziu a fugir da ira vindoura?


7 - Nos dias de Jesus. Mateus 23:33 serpentes, raça de víboras! Como escapareis da condenação do inferno?


III - O ANTÍDOTO PARA O VENENO DA SERPENTE


1 - Nm 21:8 Disse o SENHOR a Moisés: Faze uma serpente abrasadora, põe-na sobre uma haste, e será que todo mordido que a mirar viverá. 9 Fez Moisés uma serpente de bronze e a pôs sobre uma haste; sendo alguém mordido por alguma serpente, se olhava para a de bronze, sarava”.


- Olhar para a serpente era a resposta para a cura.


- Olhar significava encarar o que lhes tinha causado o envenenamento. Porque muitos nem mesmo sabiam o que estava lhes causando a morte. Uma vez que as serpentes surgiam do meio da areia e eram tão rápidas que nem dava para perceber de onde vinham e o que era que lhes feriam. Por isso Deus mandou fazer a serpente de Bronze bem grande e colocá-la no alto de um mastro, para todos verem e conhecerem o que lhes estava causando tal desgraça.


- Isso nos ensina que temos que identificar e encarar aquilo ou aqueles que estão nos prejudicando na caminhada com Deus e no impedimento das nossas bênçãos, no sucesso do nosso ministério etc.


2 - Jo 3:14 “E do modo por que Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do Homem seja levantado,15 para que todo o que nele crê tenha a vida eterna”.


O texto de Jo 3:14-15 nos mostra que a serpente de bronze, colocada sobre uma haste, é uma figura da crucificação de Jesus.


- Jesus foi pregado na cruz para que os pecadores que olhassem para ele fossem curados do veneno fatal do pecado.


- Como Deus não providenciou outro meio para a cura dos israelitas, assim também não há outra cura para os pecadores, a não ser a que se encontra em Cristo. Todo aquele que olhava para a serpente de bronze era curado; todo o que olha com fé para Jesus é curado da morte e do pecado.


CONCLUSÃO:


1 - Nos precisamos recuperar a nossa visão das coisas celestiais.


2 - Precisamos voltar a respirar os ares dos propósitos do reino de Deus.


3 - Precisamos deixar o sangue do cordeiro circular em nossas veias novamente e deixar o nosso coração pulsando forte para o desenvolvimento da obra de Deus.


4 - Precisamos recuperar a nossa movimentação e motivação para as coisas de Deus.


5 - Precisamos recuperar o equilíbrio mental e voltarmos a pensar nas coisas do nosso amado Deus.


6 - Temos que identificar e encararmos o que pode nos envenenar a fé e a saúde espiritual.


Graça e Paz!



AUTOR: Pr. Osmarino Correia de Araújo