sábado, 28 de novembro de 2009

Líderes de igreja não registrada são condenados

27/11/2009 - 14h53

Líderes de igreja não registrada são condenados

Saiba mais sobre a Igreja Perseguida na China
CHINA (12º) - A agência de notícias ChinaAid informou que o julgamento dos líderes da igreja não registrada Linfen, na província de Shanxi, aconteceu no dia 25 de novembro de 2009, e durou 12 horas. Os pastores Yang Rongli, Wang Xiaoguang, Yang Xuan, Cui Jiaxing, and Zhang Huamei estavam presos desde 25 de setembro de 20009, quando tentaram viajar para Pequim e registrar uma queixa formal sobre a destruição de sua igreja.

Os veredictos foram anunciados logo após a audiência. Duas acusações foram apresentadas: “ocupar terras rurais ilegalmente” e “perturbar a organização geral ao organizar reuniões”. A irmã Yang Rongli recebeu uma pena de sete anos pelas duas acusações; o pastor Wang recebeu 3 anos de prisão pela primeira acusação, o irmão Yang Xuan, três anos e meio e Cui Jiaxing recebeu uma pena de quatro anos e meio pela primeira acusação. A irmã Zhang Huamei foi considerada culpada da segunda acusação e condenada a quatro anos de prisão.

O comportamento daqueles presentes no tribunal indicou claramente que o governo havia decido e preparado o veredicto previamente. Houve apenas 20 minutos de recesso e apenas quatro familiares dos prisioneiros puderam estar presentes no julgamento. Os promotores públicos mostraram mais de 1.000 páginas do que seriam evidências no caso, mas os advogados só tiveram acesso a 50 páginas desse livro antes do tribunal, para poder preparar sua defesa. Os argumentos apresentados pelos advogados foram muito satisfatórios para provar a inocência dos líderes. Três dos cristãos estavam calmos e em paz na hora da audiência.

O filho da irmã Yang Rongli e do pastor Wang Xiaoguang pode conversar com seus pais durante o recesso. O casal encorajou o filho a permanecer firme em sua fé em Jesus Cristo.

“Punir um líder de igreja não registrada com sete anos de prisão é a sentença mais séria aplicada desde 2004, quando o pastor Zhang Rongliang recebeu uma pena similar”, afirmou Bob Fu, presidente da ChinaAid. “Esse caso demonstra claramente a piora na situação da perseguição religiosa na China.”


Tradução: Missão Portas Abertas



Fonte: China Aid Association