segunda-feira, 20 de junho de 2016

A vida de Sansão: #10 - Enfrentando o fracasso na vida

A vida de Sansão: #10 - Enfrentando o fracasso na vidaTexto: Juízes 16:22-31 

Introdução: É a vida cristã como servir na marinha britânica? Uma falha e você está fora? Se assim for, então a maioria de nós está em apuros. Mas alguns querem nos fazer crer que podemos viver como quisermos, sem preocupação com as consequências. É claro que nenhum dos extremos é preciso. 
Hoje à noite vamos aprender mais uma lição que Deus tem para nós com esta vida desperdiçada. A lição para nós hoje está em enfrentar o fracasso. 
Na semana passada, deixamos Sansão na prisão dos filisteus, cego, amarrado e girando um moinho como um animal.
Como é triste e trágica a imagem que a Palavra de Deus pinta para nós. Traído e vendido pela mulher que amou, à mercê de seus inimigos ao longo da vida, Sansão, tinha um potencial tão grande para fazer coisas grandes e firmes para Deus e Seu povo, agora era conduzido pela mão de um lugar para outro. 
Se você já sofreu uma doença debilitante você pode imaginar como Sansão deve ter se sentido. Tenho certeza de que, ele sentiu que iria passar o resto de seus anos girando um moinho como um animal. Mas, então, lemos estas palavras incríveis em Juízes 16:22 
"Todavia, o cabelo da sua cabeça começou a crescer de novo...”. 
Antes de ler o resto do capítulo, eu creio que seria bom para nós esclarecer um par de coisas. Quando olhamos para uma passagem da Escritura, o que obtemos dela é muitas vezes determinada pelo lugar onde estamos espiritualmente. É por isso que podemos ler um trecho da Bíblia em um ponto, e voltar a mesma passagem mais tarde e ver algo que nós não vimos anteriormente. 
Eu não sei quanto a vocês, mas para mim o estudo da vida de Sansão tem sido uma experiência reveladora. Eu pensava que conhecia essa história. Mas, ao longo das últimas semanas, como temos observado parte por parte, descobri que estou aprendendo o que eu realmente não conhecia na história de Sansão, afinal! As palavras do versículo 22 estão cheio de promessas, não estão? Mas temos de ter cuidado para não ler nesta passagem o que gostaríamos de ver, mas sim tirar dela o que Deus quer que aprendamos esta noite. 
Não teria sido um maravilhoso final hollywoodiano se Sansão tivesse milagrosamente recuperado a sua força, a sua visão, e sua liberdade! Você poderia vê-lo juntamente com Dalila cavalgando rumo ao pôr do sol para viver felizes para sempre. Mas isso não foi o que aconteceu! A vida real raramente se parece com livros de histórias! 
Hoje à noite a lição que precisamos aprender é concernente a enfrentar o fracasso na vida. Mas vamos esclarecer o que estamos falando quando usamos a palavra fracasso. 

I. O que é esse fracasso

A. O fracasso que estamos tratando esta noite não é: 
1. Fracassar em uma prova ou avaliação na escola... 
2. Ser preterido para uma promoção no trabalho ou não atingir uma meta de vendas... 
3. Perder um pênalti em um jogo decisivo. 
4. Quebrar uma dieta... 
5. Todos estes podem ser um uso legítimo da palavra fracasso, mas não é sobre isso o que nós estamos falando hoje à noite! 
B. O fracasso que estamos abordando é uma falha moral! 
1. Estamos falando de quando o pecado assume o controle de nossas vidas. 
2. Quando estamos no cruzamento da tentação e optamos por ceder. 
3. Estamos falando de deixar de ser o tipo de pessoa que Deus quer que sejamos. 
4. Com isso em mente, vamos ler o resto deste capítulo. 
Leia: Juízes 16:22-31 

I. Primeira Lição: Quando tentado pelo fracasso moral não ceda!

A. O pecado de Sansão exigiu um custo pesado. 
1. Sansão tinha que viver com o fato de que ele tinha dado razão para os incrédulos se vangloriarem em seus ídolos. 
2. Olhe para os versículos 23-24 do nosso texto novamente. 
3. Estas pessoas não conheciam a Deus, mas agora eles tinham razão para confirmar sua incredulidade. 
4. Cada um de nós pode causar um impacto sobre a vida das pessoas ao nosso redor... para o bem ou para o mal. 2Corintios 5:20a “De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo...” 
5. Paulo nos lembra de que nós representamos Cristo neste mundo... 
B. Ele teve que suportar ser ridicularizado pelos filisteus. 
1. Você pode imaginar como deve ter sido para Sansão servir como palhaço dos filisteus, como diz o texto, "brincava diante deles”. 
2. Eles riam e zombavam dele 
3. A Bíblia não diz tudo o que aconteceu, mas podemos imaginar o que deve ter acontecido no coração de Sansão? 
4. Essas pessoas eram cruéis, e agora vemos por que eles não o mataram nos versículos anteriores. 
5. Eles queriam ameaçá-lo e zombar dele, enquanto exaltavam seu deus! 
C. Ele trouxe vergonha e sofrimento à sua família. 
1. Observe que o verso 31 fala disso. 
2. Após sua morte, sua família veio e preparou o seu corpo para o enterro junto ao túmulo de seu pai. 
3. É a primeira coisa que aprendemos da morte de Manoá. 
4. Ele tinha sido um homem de Deus, aquele que honrou o Senhor com a sua vida... 
5. Morreu sabendo da vergonha e a desonra de um filho que desperdiçou sua vida, juntamente com as oportunidades que Deus lhe dera. 

II. Segunda Lição: Se você experimentar um fracasso moral, não se torne amargo em relação a Deus!

A. Nossa primeira reação a disciplina de Deus é escapar dela. 
1. Meus pais aprenderam com seus pais, e eu ensinei meu filho, através do exemplo... 
2. Quando você bate em uma criança você tem que segurá-la... 
3. Caso contrário, ela vai fugir, ou pior ela vai pular e você vai acabar machucando-a. 
4. Por quê? É natural querer evitar a disciplina. 
5. Mas Deus nos diz que a disciplina é para o nosso bem! Hebreus 12:11, “Na verdade, nenhuma correção parece no momento ser motivo de gozo, porém de tristeza; mas depois produz um fruto pacífico de justiça nos que por ele têm sido exercitados” 
B. A segunda reação a disciplina de Deus é tornar-se amargo para com Deus. 
1. Quantas vezes as crianças olham para um de seus pais e diz, verbalmente ou em voz baixa, "Eu te odeio!”. 
2. Por que fazem isso? Elas realmente não odeiam os seus pais, mas ficam amargas por causa da disciplina. 
3. O mesmo acontece com a disciplina de Deus. 
4. Eu já ouvi pessoas dizerem: "Eu nunca vou pisar naquela igreja de novo!”. 
5. Não me fale de Deus... olha o que Ele deixou acontecer com a minha família... etc. 
C. Nossa reação deve ser de aprender com a experiência e deixar-nos amadurecer. 
1. Até onde sabemos, Sansão não se tornou amargo para com Deus. 
2. Eu imagino que ele teve bastante tempo para avaliar como ele veio a se tornar um palhaço e escravo dos filisteus. 
3. Ele não lamenta e se queixa como se Deus certamente não o amasse mais. 
4. Eu acredito que ele chegou a um ponto onde ele reconheceu seu pecado diante de Deus, e percebeu que era seu próprio pecado e ações descuidadas que o levaram a sua atual situação! 

III. Terceira Lição: Se você fracassou, ainda há esperança para o futuro.

A. Deus poderia me usar novamente de alguma forma? 
1. A resposta a essa pergunta é: "Absolutamente sim" 
a. Não, a visão de Sansão não foi restaurada. 
b. Não, Sansão nunca foi capaz de servir como um juiz da forma como o Senhor queria que ele fosse. 
c. Mas viver para Jesus Cristo não é como servir na Marinha britânica... não é "um fracasso e você está fora" 
2. Será que Deus vai nos usar da mesma forma? Provavelmente não. 
3. Sansão fracassou, e fracassou miseravelmente, mas Deus está sempre lá para nós... mesmo em nosso fracasso. 
B. Jonas clamou a Deus, desde o ventre do grande peixe. 
C. Pedro estava convencido de que sua vida não valia nada depois de sua negação a Cristo. 
D. Talvez Sansão pensasse que Deus tinha terminado com ele também, mas "... o cabelo da sua cabeça começou a crescer de novo...”. 
1. Acredito que, enquanto na prisão, ele se arrependeu. 
2. Uma das principais razões para crer nisso é por causa do que acontece nos versos 28-29 
3. Outro fato é que Sansão está incluído na “Galeria dos heróis da fé” em Hebreus 11. 
E. Deus tem uma maneira de lidar com o pecado. 
1. É por meio da confissão, arrependimento e perdão. 
2. Confissão = dizer a mesma coisa sobre o meu pecado que Deus diz sobre ele. 
3. Arrependimento = mudar minha forma de pensar sobre o meu pecado, que sempre resulta em uma mudança da minha direção na vida. 
4. Perdão = liberação da penalidade do pecado. 1João 1:9 “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda injustiça”. 
5. Este é um versículo do Novo Testamento, mas não está escrito para mostrar às pessoas perdidas como ser salvas... 
6. Ele está escrito para mostrar às pessoas salvas como se acertar com Deus! 
A passagem diz que Sansão matou mais filisteus na morte, do que ele tinha matado em vida. Isso é simplesmente um fato, não uma aprovação das escolhas que tinha feito em sua vida! 
Este capítulo final diz muito mais para nós sobre a graça de Deus, do que sobre a força de Sansão.

Vamos aprender essas lições esta noite. 
· Quando tentado pelo fracasso moral não ceda! 
· Se você experimentar um fracasso moral, não se torne amargo em relação a Deus! 
· Se você fracassou, ainda há esperança para o futuro. 

Nenhum comentário: